O que faz um geneticista e como se tornar um?

Como geneticista, você pode atuar em diferentes locais, especialmente com a análise de exames, como os de triagem neonatal, por exemplo.

Os geneticistas estudam as propriedades genéticas que contribuem para a composição de um organismo, seja o de uma cultura alimentar ou do ser humano. 

Eles revisam os resultados dos testes laboratoriais genéticos e trabalham para diagnosticar ou tentar tratar doenças genéticas. 

Este campo de carreira é altamente técnico e em constante evolução. Portanto, aqueles que estão nesta carreira devem se manter atualizados com as pesquisas mais recentes e os avanços na pesquisa científica, médica e genética.

geneticista
geneticista

Os geneticistas normalmente encontram emprego em laboratórios, na agricultura, hospitais, trabalhando para empresas farmacêuticas, universidades ou agências governamentais. 

Normalmente, os geneticistas são divididos em duas categorias: geneticista de laboratório e conselheiro genético. 

Os requisitos educacionais para geneticistas dependem da carreira escolhida, com alguns cargos exigindo um diploma de médico. Certos atributos pessoais também são importantes.

Continue a leitura e saiba mais sobre o que faz um geneticista e como se tornar um! 

O que é necessário para ser um geneticista?

Aqui estão alguns pontos importantes que você, que deseja ser um geneticista, precisa ter atenção. 

1. Diploma de Bacharel

O geneticista típico começa sua carreira com um diploma em genética, biologia, biomedicina ou química. 

No entanto, as oportunidades de emprego costumam ser muito maiores para quem vai além da formação de bacharel. 

Quanto mais informações você tiver na área, maiores serão suas chances de encontrar oportunidades que oferecem possibilidade de avanço na carreira. 

Os currículos variam de acordo com a universidade, mas os alunos devem esperar materiais como botânica, bioquímica, zoologia, química molecular, genética, horticultura e microbiologia, bem como aulas de educação geral, como matemática.

2. Mestrado

Você pode atuar como geneticista apenas com o curso de bacharel. Porém, como já citamos, quanto mais você aprofundar seus conhecimentos, maiores serão suas chances profissionais. 

Dito isso, as oportunidades para geneticistas com mestrado são maiores. Por exemplo, ao fazer um mestrado, é possível trabalhar com aconselhamento genético

Os conselheiros genéticos podem se especializar em aconselhamento pré-natal, trabalhar com clientes nascidos com uma doença genética ou aconselhar pais de crianças nascidas com essa condição. 

Os geneticistas que desejam trabalhar em pesquisa ainda podem começar como auxiliares de pesquisa ou de laboratório, mas um mestrado permite que eles ganhem promoções.

3. PhD

No Brasil, o título de PhD corresponde ao de doutorado. Basicamente, trata-se de um programa voltado para aprofundar as pesquisas e se desenvolver na área acadêmica. 

Portanto, para atingir os níveis superiores da ocupação, um geneticista precisa de um doutorado ou diploma de médico. 

Para quem busca liderar projetos de pesquisa e desenvolvimento, o doutorado é uma exigência absoluta. 

Para pesquisa pura, um PhD é normalmente adequado, mas os geneticistas médicos devem ser graduados em uma universidade de medicina credenciada.

Patologistas genéticos que trabalham para agências de aplicação da lei geralmente também devem ter essa formação. 

4. Requisitos Pessoais

No que diz respeito às habilidades que o geneticista precisa ter, eles devem ser capazes de seguir uma cadeia lógica para analisar os dados. 

Além disso, as habilidades de comunicação tanto oral como escrita são muito importantes. 

Os conselheiros genéticos e geneticistas clínicos que atendem pacientes devem ser compassivos e possuir boas habilidades interpessoais.

Saiba mais sobre o trabalho de um geneticista

Os geneticistas estudam a genética de plantas, animais e humanos. Eles fazem isso para determinar as interações, como os genes evoluem e quando as duplicações acontecem. 

Esses profissionais ajudam os patologistas a encontrar ou prevenir doenças. Eles fazem isso trabalhando em laboratórios para estudar material genético. 

Os geneticistas usam equipamentos avançados e padrões, como microscópios ou scanners de DNA sem sua rotina diária. 

Eles também usam computadores para rastrear e avaliar dados genéticos usando um software especial. 

Outras tarefas de deveres incluem a realização de pesquisas e experimentos, interpretação e documentação de resultados de laboratório genético e processados ​​usados ​​para concluir descobertas, publicar em revistas científicas ou discutir pesquisas em conferências para seus pares.

Os geneticistas geralmente trabalham em tempo integral nos seguintes locais: hospitais, universidades de pesquisa, empresas farmacêuticas, agrícolas, hortícolas ou de biotecnologia e assim por diante. 

Conclusão

O trabalho dos geneticistas é extremamente importante para a sociedade no geral, bem como o meio ambiente. 

Portanto, essa é uma profissão que cada vez mais chama a atenção e recebe novos profissionais que desejam de alguma forma fazer a diferença na área. 

Se você deseja ser um geneticista, decida qual curso deseja fazer, escolha uma boa universidade e, após conseguir seu diploma de bacharel, decida se está pronto para fazer um mestrado e seguir adiante com seus estudos. 

Lembre-se que quanto mais informações você tiver, mais longe poderá ir e obter maiores cargos atuando com a genética. 

Certifique-se de que está escolhendo bons cursos e instituições de ensino e foque na construção da sua carreira como geneticista. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.